Strong Bully

American Bully

O American Bully é uma raça de cães de origem norte-americana. Surgiu entre o final da década de 1980 e início de 1990, nos Estados Unidos, a partir do cruzamento entre cães das raças American Pit Bull Terrier, American Staffordshire Terrier, Staffordshire Bull Terrier e Bulldog.

MR. BARON

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: Blue White
Registro: UKC / ABBR.
Linha de Sangue: 100% Gottiline

Mr. Baron conta em seu sangue:
2x Miagi, 2x Prince e Kingdon.
Filiação: Blue Viper x Rhinocerus Khaleesi

PERFIL COMPLETO
DISPONÍVEL PARA COBERTURA COM FÊMEAS SELECIONADAS

BLUE COLT

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: Blue White Registro: USBR / UKC / ABBR.
Linha de Sangue: OutCross (75% Razor Edge x 25% GottLine)
Rhinoceros Blue Colt conta em seu sangue:
2x G2, 2x Ez Rider, Miagi, Fonzi
Filiação: Mourabullies Mr. Chow x ToritosBulls BluePepper

PERFIL COMPLETO
DISPONÍVEL PARA COBERTURA COM FÊMEAS SELECIONADAS

AB BRANDY

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: Blue White
Registro: ABKC / ABBR.
Linha de Sangue: Razors Edge

Ab Brandy é uma Matriz Americana.
Filiação: Shortbusbullys Mr. Salsicha Aka Mr. Sausage X HBF Teagirl

PERFIL COMPLETO

MEDUSA

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: Blue White Registro: UKC.
Linha de Sangue: OutCross (50% Razor Edge x 50% GottLine)
OT BULLIEZ’ Medusa traz em seu sangue cães consagrados como:
G2, Kingpinline Drama, Cowbow, P-Wee, Pachanga.

PERFIL COMPLETO

KAOS

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: White
Registro:ABKC (USA).
Linha de Sangue:Remyline ( 2x Pokemon, 2x kurupt )

PERFIL COMPLETO
DISPONÍVEL PARA COBERTURA COM FÊMEAS SELECIONADAS

RAMONA

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: Preta e Branco
Registro:ABKC e ABBR
Linha de Sangue:Razor Edge e Gottline
Filiação:TDB Big Bone x Zhayra Pit Huck

PERFIL COMPLETO

HERCULES

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: Blue White
Registro:UKC.
Linha de Sangue:Miagi X Prince Spade

PERFIL COMPLETO

BUDDY

American Bully
Whatsapp (11) 98105-6901

Cor: White
Registro: ABKC / CBKC (USA) / ABBR.
Linha de Sangue: Xtreme

PERFIL COMPLETO
DISPONÍVEL PARA COBERTURA COM FÊMEAS SELECIONADAS

American Staffordshire Terrier

Tipicamente dócil e brincalhão com sua família, o American Staffordshire Terrier é geralmente sociável com estranhos, desde que esteja perto de sua família. Geralmente, ele se dá muito bem com crianças. Para o temperamento dessa raça o mais adequado é compartilhar o espaço familiar. Os cuidados com o pelo são mínimos. São cães muito ligados aos seus donos e sua resistência faz com que sejam excelentes companheiros para atividades físicas. São bastante inteligentes e na classificação do estudioso Stanley Coren, publicada no livro ‘A Inteligência dos Cães’, ocupam a 34ª posição entre 135 raças pesquisadas.

BullDog Francês

Buldogues Franceses são excelentes cães de companhia, e um dos cães mais especiais que existe. Sua carinha engraçada e seu temperamento divertem as pessoas enormemente, então é difícil passear com um Buldogue Francês sem chamar atenção. O temperamento do Buldogue Francês também confere um tom especial à raça, são cães normalmente alegres, companheiros, brincalhões e muito inteligentes. Como todas as raças de companhia, eles necessitam,acima de tudo, de contato constante com humanos. Suas necessidades de exercícios são mínimas e variam de cão para cão. Eles tem picos de energia durante o dia, mas em geral são cães tranquilos.

BullDog Inglês

Apesar de ser um cão amável e que adora a companhia de toda a família, o Buldogue elege um único dono e fica extremamente apegado a ele. Mesmo assim, possui uma simpatia moderada até com estranhos. São carentes, adoram brincadeiras e exigem atenção.

PUG

A raça Pug é classificada como “cão de companhia“, fazendo parte do grupo dos cães “Toys” ou “de Companhia”. Os Pugs deveriam pesar entre 6,3 e 8,1 kg, sendo cães pesados para a sua estatura. Sua aparência geral deve ser quadrada e maciça, deve mostrar “multum in parvo” (muita substância em um pequeno volume), o que transparece em sua forma compacta, com proporcionalidade entre as partes e musculatura firme.

American Bully Biografia

Cachorro do tipo valentão e fortão, mas com um coração gigante. Esse é o American Bully. O estilo marombado desse cão é resultado do cruzamento de várias raças originárias dos Estados Unidos, como o American Pit Bull Terrier, American StaffordshireTerrier, Staffordshire Bull Terrier e Bulldog.

Características do Bully

Os cães dessa raça se destacam pela postura imponente. Também são fortes, mas pequenos: não ultrapassam 50 cm de cernelha. O corpo do American Bully é compacto e relativamente pequeno quando comparado a outros caninos. Entretanto, seu biótipo é musculoso ao extremo. Esse cão possui estrutura óssea grande e bem definida. O focinho é outro detalhe. Geralmente possuiu um formato mais quadricular, o que contribui para o olhar “preguiçoso”.

Valentão, mas com temperamento amigável

Enquanto alguns consideram o Pit Bull – uma das raças que deu origem ao Bully - como cães agressivos e traiçoeiros, os do tipo American Bully são de maior confiança, além de mais dóceis. Apesar de serem conhecidos pelo porte físico musculoso, em termos de temperamento os cães dessa raça costumam ser sociáveis e amigáveis com as crianças. Isso os torna altamente recomendável para a convivência familiar, seja em casa ou apartamento. O fato de serem amigáveis e dóceis faz com que o American Bully se torne um cão popular e aumenta consideravelmente sua procura no Brasil e no mundo.

Tipos de American Bully

Por ser resultado de uma mistura de diferentes raças, há cinco categorias de Bully. Cada um com suas características próprias que “denunciam” as matrizes geradoras:

1# Pocket

Também conhecido como Microbully, o “cão de bolso” é o tipo pequeno do American. Seu tronco e patas são mais curtas do que os outros tipos dessa raça. Por outro lado são os valentões mais divertidos e animados, ativos e brincalhões.

2# Standard

Reúne os cachorros com corpo mais compacto, largo e musculoso. A cabeça é mais larga e quadrada, o que causa impressão de força a esse tipo de Bully. Diferentemente do Pocket é mais “marombado” e possui a estrutura óssea mais forte e pesada.

3# Extra-Large (XL)

Esse tipo se assemelha ao Standard. A diferença crucial está no tamanho. Os XL são mais altos e a cernelha do macho ultrapassa os 50 cm. E são tão fortes quanto os de porte mediano.

4#Extreme

É o grupo que reúne os cães mais fortes entre todos os Bully. Consequentemente esse tipo tem a estrutura óssea maior e mais massa muscular. No entanto, não ultrapassa 46 cm de cernelha (sendo menor em tamanho do que o Standard).

5# Classic

Possui o biótipo tradicional do American Bully: cabeça raspada, focinho quadrado e curto e corpo compacto, mas muito musculoso. Apesar da estrutura muscular bem definida os cães desse tipo são mais leves do que os outros quatro citados anteriormente e o macho pode alcançar 50 cm.

É normal confundir Bully com Pit Bull?

A reposta para essa pergunta é sim! O porte robusto, pelo curto, cabeça larga, estrutura óssea forte e o peso do “valentão” pode confundir os desconhecidos do mundo animal com o Pit Bull. E as similaridades não são por acaso. O Bully é derivado direto do Pit Bull, mas hoje essa raça já é reconhecida como própria e não faltam clubes nos Estados Unidos para registrar os cães desse grupo. As semelhanças físicas são muitas. A pelagem do Bully é parecida com a do Pitbull. E outro fato faz com que um seja literalmente a cara de um e focinho de outro. Isso porque assim como no PitBull os donos do American Bully costumam realizar o corte das orelhas.

“Iguais, porém diferentes”

Mas as similaridades param por ai. Enquanto o PitBull chega a quase 60 cm, o Bully tem estatura mais baixa. Os machos não ultrapassam a média de 50 cm de cernelha, enquanto as fêmeas não superamos 48 cm.

Onde comprar

Por ser uma raça considerada exótica, esses cães despertam atenção por onde passam. Isso faz com que o American Bully seja muito procurado em canis e petshops (virtuais ou físicas). No meio online não faltam sites de compra e venda. Há também canis virtuais. Eles não só comercializarem filhotes, como também reúnem instruções sobre criação e também contam a história dessa raça. Caso prefira aprofundar seu conhecimento sobre esses cães a opção é buscar informações online nas associações norte-americanas. Outra opção é participar de grupos em redes sociais – como o Facebook – onde filhotes são comercializados.

Não compre gato por lebre!

Ao utilizar a internet você amplia seu campo de pesquisa sobre o American Bully. Mas atenção! Nunca compre um animal em locais desconhecidos. Faça uma pesquisa e verifique a idoneidade do vendedor (ou da petshop) antes de fechar o negócio. Caso perceba algo errado não hesite em procurar as autoridades. Afinal, comercializar animal sem estar devidamente dentro da lei é crime. Não compactue com isso.

Quanto vale um Bully

O preço do filhote varia de criador. Outro elemento que conta na hora de vender um cão dessa raça é a linhagem da qual esse animal veio. Quanto mais puro, obviamente mais caro ele será. Vale destacar que no Brasil esses cachorros somente podem ser comercializados com autorização da Lei. Ou seja, precisam os proprietários desses filhotes devem estar inscritos na Legislação para exercer tal atividade.

Qual é a média de preço por um filhote?

O preço mínimo pago por um filhote de American Bully é de R$ 3.5000, podendo alcançar a faixa de R$ 15.000. Esse valor pode ser considerado um pouco salgado, mas os benefícios que seu companheiro trará para você e sua família são incontáveis. Ei, fique de olho! Desconfie de quem comercializa cães dessa raça com valores muito abaixo do mercado. Além de ser cilada, os animais podem ter ser roubados ou criados em condições degradantes. Observe tudo isso antes de comprar seu filhote.

A criação do American Bully

Essa raça se adapta a qualquer ambiente. Seja casa ou apartamento você poderá criar seu cachorro valentão sem problemas. Mas precisa estar atento a um detalhe crucial. Por serem cães muito ativos, o Bully precisará gastar sua energia. Caso o espaço do seu apartamento seja pequeno, procure realizar atividades com ele a céu aberto. O mesmo vale para casas com pouco espaço. Utilizar o quintal pode ser uma saída. E procure sempre estar em locais quentes, já que eles não são fãs de ambientes frios ou úmidos. O tempo médio de vida de um American Bully varia entre 8 e 12 anos. Vivendo em um ambiente saudável e praticando exercícios esse cão pode ultrapassar aquela marca. Então, muito cuidado e carinho com seu animal!

Alguns cuidados na criação dos Bullies

Assim como alguns homens buscam atalhos para conseguir o corpo perfeito, os donos de cães também recorrem a esse caminho para deixar o American Bully mais forte. Não entendeu do que estamos falando? Pois bem! Você provavelmente já ouviu história de alguém que desejava ficar com o corpo musculoso e recorreu ao uso de anabolizantes. No mundo animal há casos de criadores e donos desses cachorros que utilizam esteróides para aumentar a produção de massa muscular dos Bullies. O que acontecerá com seu cão? Após o uso das “bombas” o corpo do animal voltará ao normal, mas a saúde do canino estará comprometida. Resultado: em pouco tempo aparecerão casos de problemas nas juntas e órgãos internos do corpo do Bully. Isso é um risco e pode afetar a saúde do animal. Vale a pena observar antes da compra se o animal vendido foi ou não vítima do uso de drogas. E se você conhece alguém que faz uso desse método, denuncie!

Curiosidades sobre o American Bully

Essa raça foi criada na década de 1990, nos Estados Unidos. O objetivo dos criadores era produzir uma raça de cachorros para fazer companhia às famílias. Para conseguir esses resultados um grupo realizou testes combinando diferentes raças de cachorros. As primeiras foram misturas do American Pit Bull Terrier e American StaffordshireTerrier. Durante o processo de criação da nova raça foram retirados traços de agressividade (comum no Pit Bull), substituindo por características como a lealdade e temperamento amigável. Além do American Pit Bull e Terrier, posteriormente o processo de criação adicionou duas novas linhagens de animais: o Staffordshire Bull Terrier e Bulldog. Após essa longa caminhada o resultado foi uma nova raça: o American Bully.

Dos Estados Unidos para o mundo

No início essa raça era restrita aos Estados Unidos, em regiões como Virginia, Califórnia e Los Angeles – a terra do cinema. Hoje o American Bully se globalizou e pode ser encontrado também na Ásia e Europa. No Brasil essa raça tem um grande grupo de fãs. Prova disso é a quantidade de sites reunindo informações sobre os cães, além de comercializar filhotes para todos os estados do país legalmente. Em alguns casos a procura é muito grande, tornando necessário fazer reserva com meses de antecedência para conseguir o animal. A internet modificou nossa forma de se comunicar, muitos criadores do American Bully utilizam sites específicos e de venda, fóruns e redes sociais – o Facebook é o mais usado - para trocar conhecimento e vender.